Como trocar a junta da tampa de válvulas

Esse é um trabalho bem fácil, porém existem algumas dicas práticas que podem ser úteis. O principal problema é a qualidade das juntas, ou melhor, a falta de qualidade delas no mercado de reposição, mesmo que você queira pagar pela qualidade original, simplesmente não existem mais, afinal são poucas pessoas que tem carros “velhos” por hobby e pagariam mais por isso. E infelizmente vazar óleo pela tampa de válvulas parece ser uma “característica” dos meus 2 Monza S/R, chega a ser hilário que o meu S/R (original) eu troque a junta todo ano quando vou trocar o óleo e filtro dele, isso que ele rodou apenas 300 quilômetros indo em exposições (nos últimos 7 anos), o outro S/R já perdi a conta de quantas juntas troquei em 20.000 quilômetros e 3 anos.

Atualmente existem basicamente 2 opções de juntas para a tampa de válvulas, as de cortiça que se usava antigamente (as originais dos anos 80 eram de cortiça) e as juntas de “borracha” parecidas com as dos motores atuais, particularmente prefiro comprar a de borracha da melhor qualidade possível, o problema destas últimas é que o fabricante nunca forneceu para a linha de montagem original e muitas vezes o catálogo de aplicação está todo errado (no caso do Monza, tem muitos fabricantes achando que todo motor família II usa a mesma junta, e na verdade existem “N” tipos de tampa de válvulas do primeiro Monza até o ultimo Astra/Vectra).

Mas vamos ao tutorial e as dicas:

O primeiro passo óbvio é desmontar tudo e retirar a tampa de válvulas.

O segundo passo com muito cuidado e usando um estilete, retire os pedaços da junta velha.

Neste caso, também troquei a junta da bomba de combustível que também estava vazando óleo.

O terceiro passo é lavar a tampa de válvulas usando algum tipo de desengraxante para eliminar os resíduos de óleo e sujeira que possa atrapalhar a vedação da junta nova.

Tudo limpo e algumas peças novas.

O quarto passo é montar tudo de volta, mas para “garantir” a vedação passe uma camada (de cada lado da junta) alguma cola de silicone para juntas.

O quinto passo e último passo é parafusar a tampa, alguns kits de junta tem uma arruela que “limita” quanto você deve apertar (kit ideal), mas caso não seja o seu caso, aperte o suficiente para não soltar os parafusos com a vibração do motor sem esmagar a junta nova obviamente. Também respeite o tempo de secagem da cola de silicone antes de ligar o motor novamente.

 

Esse post foi publicado em #Página Principal, Geral, Manutenção, Monza S/R 1.8S 1986, Monza S/R 2.0S 1987, Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Como trocar a junta da tampa de válvulas

  1. Preciso fazer isso no meu Celta. Ficou uma “melança” de óleo no motor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s