Foto do dia: Veja quem tomou banho hoje!!!

Comprei este Fuscão 72 1500 em 2012 (dica do meu brother Zé Luiz “Lightyear”), desde então estou comprando peças para restaurar. Mas sempre aparecem outras prioridades….e a restauração dele não começou, mas não fique animado, ainda não será hoje. 

Hoje foi dia de jogar fora a capa velha que ressecou e rasgou (ele está em uma área sem cobertura da garagem 150), tomar um banho, pegar um sol e depois voltar a hibernar.

 Não tenho uma data para começar, mas não será antes da Chevy ficar pronta!!! 

Publicado em #Página Principal, Curiosidades, Geral, Manutenção, Meu Fusca 1500 72, Projeto Tuca 72, Sem categoria | Deixe um comentário

Um presente para  minha Chevy 500

Esses Recaro são originais GM, mas estão com a base de Volkswagen… Mas já tenho algumas ideias de como adaptar se não aparecer umas bases de S/R para eu comprar….

Esses bancos são um upgrade que gosto muito de fazer em meus Hotwheels.

Publicado em #Página Principal, Geral, Manutenção, Minha Chevy500 SL 1.6S 1990, Sem categoria, Upgrade na Chevy 500 | Deixe um comentário

Restaurando minha Chevy 500 – post 7

Comecei lavando e desmontando tudo que pude no compartimento do motor, em seguida fiz uma leve funilaria consertando a massa de vedação, lixei a pintura antiga, isolei as partes que não queria e pronto.

E colei réplicas dos adesivos originais após a pintura do motor, além de pintar as rodas também. Na Chevy fiz a pintura do compartimento do motor ao contrário do S/R prata Andino. O Motor, chassi e suspensão, ficaram preto brilhante e a lataria interna pintei de Prata Andino fosco.

Alguém sempre diz, mas rodas modelo BBS em um Chevrolet? Pois é, rasguei o livro de regras!! Para mim ou o hotwheels é original placa preta ou vale tudo!!! E digo mais, minha Chevy tem discos ventilados dianteiros e pinças de Volkswagen também. O próximo passo na restauração da Chevy deveria ser a funilaria externa e a pintura, mas pretendo montar novamente a mecanica e restaurar o interior antes.

Publicado em #Página Principal, Geral, Manutenção, Minha Chevy500 SL 1.6S 1990, Sem categoria | Marcado com , | 2 Comentários

Fotos da noite

Quando o cara é distraído e liga no 220v o carregador de bateria 110v…. Depois de esperar uns meses até os componentes chegarem (by Aliexpress).

Publicado em #Página Principal, Curiosidades, Geral, Manutenção, Sem categoria | Marcado com , | Deixe um comentário

Restaurando minha Chevy 500 – post 6

Neste post vou mostrar como fiz para consertar o assoalho da cabine da minha Chevy, lembre-se que não sou funileiro, esta é a maneira que consegui fazer o reparo em minha garagem. Se o seu objetivo é perfeição contrate um profissional e boa sorte para conseguir peças originais, pois as de reposição que existem para vender são uma porcaria, não encaixam e são réplicas muito mal feitas do desenho do assoalho original.

Neste link o post anterior: https://garagem150.com/2017/05/21/__trashed-5/

Comecei desmontando toda forração para identificar os pontos ruins.

Em seguida cortando todas as partes enferrujadas.

E com os assoalhos novos, fui cortando e moldando da melhor forma que consegui, algumas partes fiz um modelo em papelão antes de cortar as chapas

Como o desenho das chapas de reposição não “encaixam” com o desenho original, Na maioria dos lugares tive que sobrepor as chapas para soldar. O correto seria encaixar as chapas de forma “paralela” e soldar na junção, achei melhor fazer isso do que trocar o assoalho inteiro por peças ruins.

Depois de tudo soldado, passei anti-ferrugem, fiz a vedação das chapas, pintei e colei a manta asfáltica.

No próximo post mostrarei como pintei o compartimento do motor e o motor também.

Publicado em #Página Principal, Geral, Manutenção, Minha Chevy500 SL 1.6S 1990, Sem categoria | Marcado com , , | Deixe um comentário

Como instalar corretamente o cabo do velocímetro no Monza (repost – atualizado)

Este final de semana consegui “passar” o cabo do velocímetro de uma forma que o cabo ficou menos esticado e fez menos curvas do que eu havia escrito a 2 anos aqui em meu blog. Como diria Raulzito* em Metamorfose ambulante, “Eu prefiro..blablabla…..do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”.

Primeiro conecte o cabo ao velocímetro, depois monte no carro, conecte a parte elétrica e a mangueira do vacúometro e só por último conecte o cabo a transmissão.

Veja na sequência de fotos abaixo por onde passei o cabo dessa vez!

IMG_20170812_111734469

IMG_20170812_111801465

E olhando por baixo do painel….

IMG_20170812_113540563

E abaixo a outra forma que eu havia postado antes, na verdade atualmente um de meus S/R está com o cabo do velocímetro montado da forma acima e o outro da forma abaixo.

* se vc nunca ouviu falar, pergunte ao google ou a seu avô!!!

Após instalar 3 cabos e quebrar todos em poucos metros (mais exatamente 800 metros no total), resolvi pesquisar mais sobre o assunto e acabei no fórum que participo:  (http://forum.monzeiros.com/index.php)

IMG_20150701_192036669

Na foto acima é o lado que estava conectado na transmissão/câmbio e foi “desfiado”, na foto abaixo veja como o cabo ficou “dobrado” logo após o conector (Na foto já havia corrigido a posição do cabo).

Este post é apenas para ilustrar com fotos as excelentes informações dos meus amigos do Fórum Monzeiros.

IMG_20150701_183754046

Como eu fiz: o primeiro passo foi passar  o cabo, para facilitar o encaixe da borracha de vedação, passei do lado do motor para dentro do painel.

O segundo passo foi deixar o cabo fazendo uma “curva” de maneira mais “aberta” possível passando entre os canos dos freios e chegando na transmissão (mas sem conectar ainda).

O terceiro passo  sentado no banco do motorista, foi fugir do óbvio, olhando na parede corta fogo do Monza (depois de retirar os instrumentos) vemos o furo por onde passa o cabo bem centralizado e parece que é só conectar no velocímetro e empurrar os instrumentos na posição. Mas quando fiz isso, acabei “dobrando” ou “entortando” o cabo, que acabou preso e desfiando ou quebrando. Bom, foi esse erro que cometi 3 vezes!!!! O correto é passar o cabo pelo vão direito do suporte do painel (próximo aos dutos de ar) e depois conectar no velocímetro usando a trava (Valeu a dica!!!! amigos do Fórum Monzeiros).

IMG_20150704_111918564

O quarto passo foi conectar o cabo na transmissão, remontar os instrumentos e acabamentos do painel.

IMG_20150701_190435072

quinto passo é esperar um final de semana sem chuva para tirar o S/R da garagem 150 e verificar se finalmente o velocímetro voltará a funcionar.

Obs: É possível montar o cabo do Monza com Transmissão automática em uma transmissão mecânica e ter um cabo um pouco mais comprido para facilitar a montagem. Outra dica é fotografar tudo enquanto desmonta o original para não sofrer depois.

 

 

Publicado em #Página Principal, Geral, Manutenção, Monza S/R 1.8S 1986, Monza S/R 2.0S 1987, Sem categoria | Marcado com , | Deixe um comentário

Fotos do sábado

Hora de consertar tudo que quebrou durante a semana!!! Cabo do velocímetro, lâmpadas, antena do rádio, relógio, tampão, vidro traseiro basculante…ah…o carro inteiro!!!!!

Publicado em #Página Principal, Curiosidades, Geral, Manutenção, Monza S/R 1.8S 1986, Sem categoria | Marcado com | Deixe um comentário